Segurança no Transito Parceria com a Iniciativa Bloomberg é renovada por mais seis anos

A Prefeitura de São Paulo renovou a parceria com a Iniciativa Bloomberg para Segurança Global no Trânsito por mais seis anos. O objetivo é desenvolver e implementar políticas de segurança viária e redução de mortes no trânsito.

A renovação foi feita nesta terça-feira (18), simultaneamente ao anúncio da Bloomberg Philanthropies, em Estocolmo, de um investimento global de US$ 240 milhões em ações de segurança viária entre 2020 e 2025. Além do Brasil, fazem parte da iniciativa países como Argentina, Colômbia, México, Índia, Malásia e Vietnã.

Desde 2007, a Iniciativa salvou cerca de 312.000 vidas e evitou até 11,5 milhões de feridos em todo o planeta. As lesões no trânsito são a oitava principal causa de morte no mundo, e a primeira no caso de óbitos de pessoas entre 5 e 29 anos. Mais de 1,35 milhão de pessoas morrem e até 50 milhões são gravemente feridas em acidentes de trânsito a cada ano.

“A parceria com a Bloomberg fortalece a política pública de segurança do município e contribui para a conscientização da população, um fator determinante na prevenção de acidentes de trânsito”, afirma o Luiz Álvaro Salles Aguiar de Menezes, secretário municipal de Relações Internacionais.

Dentre as medidas que vão beneficiar a cidade de São Paulo, parceira da Iniciativa Bloomberg desde 2015, estão campanhas para aumentar a compreensão das pessoas sobre fatores de risco no trânsito, a adoção de boas práticas como respeitar os limites de velocidade, usar o capacete corretamente, o cinto de segurança nos bancos dianteiros e traseiros, os equipamentos de retenção para bebês e crianças (cadeirinhas), não beber e dirigir, além do redesenho de ruas e cruzamentos com elevados índices de acidentes e a qualificação e uso de dados para apoio a políticas públicas de mobilidade baseadas em evidências.

Desde 2011, início da Década da Segurança Viária da ONU, a cidade de São Paulo reduziu em cerca de 40% o número de mortes no trânsito. Nesse período, a taxa passou de 12 para 6,95 óbitos por 100 mil habitantes (dado de 2018). O compromisso da cidade com a meta da ONU é diminuir esse índice para 6 mortes por 100 mil em 2020.

Atualmente a Prefeitura promove o movimento “Hoje Não. Movimento pela Vida Segura no Trânsito”, baseada no Plano de Segurança Viária – Vida Segura. O objetivo é mobilizar e engajar a população nos esforços para a redução do número de mortes e acidentes no trânsito. Ao longo de 2018, a capital paulista registrou 849 vítimas fatais no trânsito. A elaboração do Plano de Segurança Viária e do Movimento pela Vida Segura no Trânsito são dois exemplos de políticas públicas adotadas na cidade de São Paulo que contaram com o apoio da Iniciativa Bloomberg, coordenada pela organização global de saúde pública, Vital Strategies.

“A renovação da parceria com a Iniciativa Bloomberg é uma excelente notícia para toda a população de São Paulo. O apoio técnico fruto dessa cooperação permite que nossa cidade continue avançando rumo às melhores práticas de segurança viária, visando salvar vidas e evitar lesões graves em acidentes de trânsito”, afirma Edson Caram, secretário municipal de Mobilidade e Transportes.