Capela do Socorro 79 anos

É grande – 134,2 quilômetros quadrados. É populosa – o lar de 684.757 pessoas. É ecológica – abriga mananciais responsáveis pelo abastecimento de 30% da região metropolitana de São Paulo. Tem História – ligada aos índios, aos jesuítas, à imigração alemã e ao desenvolvimento industrial de São Paulo. E tem o amor de todos que, neste dia 9 de outubro, comemoram os 79 anos da Capela do Socorro.

A Prefeitura Regional da Capela do Socorro é a segunda maior do município de São Paulo: só perde para Parelheiros: 353,5 km² contra os 134,2 km2 de Capela, ou 8,8% da área da cidade. Capela ganha na população: com 684.757 habitantes – 36.691 no distrito de Socorro, 203.473 em Cidade Dutra e 444.593 no Grajaú –, é a mais populosa de todas as prefeituras regionais, de acordo com dados do IBGE atualizados pela Fundação Seade.

Se fosse um município, Capela do Socorro seria o 8º do Estado de São Paulo. Só perderia para a Capital, Guarulhos, Campinas, São Bernardo do Campo, Santo André, Osasco e São José dos Campos. É maior, em população, do que Ribeirão Preto, Sorocaba, São José do Rio Preto, Santos, Diadema e Jundiaí, segundo projeções para 2016 do IBGE. Por área, seria comparável a Franco da Rocha, Americana e Santo Antônio do Pinhal.

História

O território era habitado pelos índios tupis, tribo que ocupava vários pontos da região Sul do país, além de parte do litoral. Índios guaranis em migração teriam chegado a Parelheiros e ao que hoje é Capela do Socorro e lá se fixaram. Ainda há aldeias indígenas em Parelheiros.

O interesse por Capela do Socorro começou nas primeiras décadas do século 20, com as construções das barragens da Light no rio Guarapiranga, que deu origem à represa para regularizar a vazão do rio Tietê e garantir a geração de energia na Usina Edgard de Souza em Santana do Parnaíba; e a do rio Grande, construída após a grande seca de 1924, que deu origem à represa Billings, entre São Paulo e São Bernardo do Campo. Hoje, a maior parte da área de Capela, quase 90%, é ocupada por mananciais que abastecem de água a Grande São Paulo.

Interesse ambiental

Por isso mesmo, Capela do Socorro é uma das poucas Prefeituras Regionais dentro do índice de área verde adequada de acordo com determinação da Organização Mundial de Saúde (OMS), de 12 m2 de área verde por habitante. Nosso índice é de 16,23 m2 de área verde por habitante, a sexta colocação, atrás de Parelheiros, Jaçanã/Tremembé, Perus, Freguesia/Brasilândia e Casa Verde/Cachoeirinha.

Além disso, a Prefeitura Regional tem parques de conservação ambiental, como o Parque Natural Municipal (PNM) Bororé, com área de 170 hectares, nos limites da Área de Proteção Ambiental (APA) Municipal Bororé-Colônia, assim como os Parques Naturais Municipais Varginha e Itaim, o primeiro localizado nas vizinhanças do PNM Bororé. O conjunto dessas unidades de conservação, somado ao PNM Jaceguava, compõe um mosaico de áreas especialmente protegidas. São muito procurados, também, os parques Praia do Sol e da Barragem, na represa Guarapiranga. O Parque Jacques Cousteau, conhecido como Laguinho, fica bem no meio do bairro de Interlagos e concentra legiões de pessoas dedicadas ao exercício físico.

A nova administração do prefeito João Doria – com o professor João Batista de Santiago como prefeito regional –, vem dando ênfase à zeladoria na região e ao conforto dos moradores. Na esteira dessa política, foram instituídos programas como o Calçada Nova e o Bairro Lindo, que melhora praças e ruas para uso dos moradores. Já foram feitas cinco edições do Bairro Lindo, para melhorar locais no Jardim Suzana, Jardim Primavera, Praça do Xerife (Grajaú), Largo do Socorro e praça Piemonte (Cidade Dutra).

Em conjunto com o Governo do Estado de São Paulo, a Prefeitura está desenvolvendo o programa Nossa Guarapiranga, para recuperar a represa. A iniciativa prevê retirada de lixo com o uso de barreiras e barcos e reflorestamento das margens da represa, que abastece 3,5 milhões na Região Metropolitana de São Paulo.

É um lugar bom de morar, com 108 escolas, bibliotecas, hospital, um shopping Center (no distrito de Socorro). Um lugar que ainda hoje abriga índios, imigrantes e toda a boa gente que ama sua região, sempre e em especial neste dia 9 de outubro, em que a Prefeitura Regional completa 79 anos.