Estação Capão Redondo recebe unidade móvel do Centro de Cidadania LGBTI Zona Sul nesta sexta-feira, 27, para ações de respeito à diversidade sexual

São Paulo, agosto de 2021 – Como forma de apoio às ações de respeito à diversidade sexual e no combate à LGBTIfobia, a ViaMobilidade, concessionária responsável pela operação e manutenção da linha 5-Lilás cedeu espaço em suas estações em agosto para a prestação de serviço das unidades móveis dos Centros de Cidadania LGBTI, da Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania.

Nesta sexta, dia 27, entre 11h e 16h, a van que faz parte dos Centros de Cidadania LGBTI que compõem a rede de serviços da Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania – Coordenação de Políticas para LGBTI+, da Prefeitura de São Paulo, estará na Estação Capão Redondo, na Linha 5-Lilás.

A ação que também já passou por estações da Linha 4-Amarela, operada pela ViaQuatro, conta com dois articuladores sociais atendendo o público. A iniciativa tem por objetivo apresentar as atividades oferecidas nos centros. Entre essas estão atendimento a vítimas de violência, agressão ou discriminação por causa da orientação sexual ou identidade de gênero, com encaminhamento, quando necessário, para os serviços de assessoria jurídica, psicológica ou social; e ações para inclusão em programas de elevação de escolaridade e inserção no mercado de trabalho. Serão distribuídos folhetos sobre infecções sexualmente transmissíveis.

“Essas ações visam dar suporte às pessoas LGBTI+, vítimas de preconceito e discriminação, buscando transformar a vida dessa população que, muitas vezes, não tem apoio nem da própria família”, diz Cássio Rodrigo, coordenador de políticas para LGBTI+ da prefeitura.

“Damos todo apoio a iniciativas como essas em nossas estações”, diz Juliana Alcides, gerente de Comunicação e Sustentabilidade das concessionárias. “Além de oferecer um transporte seguro, incentivamos ações que abordem a inclusão e colaborem para reduzir o preconceito e a vulnerabilidade da população LGBTI+”, completa.

Serviço                                                                                             

Unidade móvel do Centro de Cidadania LGBTI – das 11h às 16h

27 de agosto: Estação Capão Redondo

Sobre a ViaQuatro:

A ViaQuatro é a concessionária responsável pela operação e manutenção da Linha 4-Amarela de metrô de São Paulo e o primeiro contrato de PPP (Parceria Público-Privada) assinado no país. Na América Latina, a Linha 4-Amarela é pioneira no uso do sistema driverless, operação automática sem a presença de condutor dentro do trem, que permite a supervisão permanente de velocidade, conferindo mais segurança e precisão à operação.

Sobre a ViaMobilidade:

A ViaMobilidade é a concessionária responsável pela operação e manutenção das linhas 5-Lilás de metrô e 17-Ouro de monotrilho em São Paulo. A Linha 5-Lilás é composta por 17 estações e atende a Zona Sul de São Paulo, de Capão Redondo a Chácara Klabin. Ela se integra ao Metrô na Estação Santa Cruz (Linha 1-Azul) e na Estação Chácara Klabin (Linha 2-Verde) e à CPTM (Linha 9-Esmeralda) na Estação Santo Amaro. Já a Linha 17-Ouro, quando concluída pelo Governo do Estado de São Paulo, terá oito paradas entre as estações Morumbi e Jardim Aeroporto, com integrações à Linha 5-Lilás, na Estação Campo Belo, e com a Linha 9-Esmeralda da CPTM, na Estação Morumbi.

Sobre o Centro de Cidadania LGBTI Zona Sul – CCLGBTI SUL:

O Centro de Cidadania LGBTI é um serviço vinculado à Coordenação de Políticas para a Comunidade LGBTI e à Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania da Prefeitura de São Paulo, gerido pela UNAS – União de Núcleos, Associações dos Moradores de Heliópolis e Região. Desenvolve ações permanentes de respeito à diversidade sexual e no combate à homofobia e transfobia, dando atendimento a vítimas de violência, preconceito e discriminação além de orientações gerais, com apoio jurídico, psicológico e de serviço social. Além das sedes fixas, nas regiões oeste, leste, norte e sul, as quatro Unidades Móveis de Cidadania LGBTI percorrem a cidade e permanecem estacionadas em pontos estratégicos, permitindo dessa forma, maior acessibilidade às políticas voltadas para o público LGBTI.