Festival multicultural Brooklinfest 2017 surpreende o público com diversidade de atrações

Quem esteve presente no XXIII BrooklinFest que aconteceu nos dias 21 e 22 de outubro teve a oportunidade de vivenciar uma gama de entretenimento e de cultura de graça inspirada no tema Mauerfall (Queda do Muro) – Construindo Pontes para a Convivência Intercultural e Cidadania.  Dentre as atividades estavam o bate-papo com o professor de psicologia da USP Christian Dunker, lançamento dos CD Canto da Areia de Marcelo Beba Zanettini e o CD O Bonde de Maria Leite, danças folclóricas alemãs, corais, shows, entre outras atrações especialmente selecionadas pela AEMB – Associação dos Empreendedores e Moradores do Brooklin, que promove o festival que já está em sua 23 edição.

O Curador Cultural Luiz Delfino Cardia destaca que o festival de rua é multicultural e multidisciplinar, o qual une o tradicional ao contemporâneo. “O acadêmico da USP e psicanalista Christian Dunker trouxe seu conhecimento para fora dos muros da universidade. Foi feita uma roda de conversa no CIESP no dia 22, a qual abordou artes plásticas na Alemanha, tradução de autores alemães e psicanálise em São Paulo”. A roda de conversa com Christian teve presença da tradutora e professora Yasmin Utida que falou do livro Rosa Branca, a tradutora Marcella Marino Medeiros Silva destacou o livro Primeiros Psicanalistas: Atas de reunião da Sociedade Psicanalítica de Viena. Outros psicanalistas participaram, como Pedro Heliodoro, Maria Leticia Oliveria Reis, Tatiana Assadi, Paulo Rona, Rafael Alves Lima, Elizabeth Brose, Heloisa Helena Aragão, artista plástico Sérgio Fingermann etc. Christian Dunker foi homenageado e teve ainda a Banda O Resto, a qual tem como integrante Mathias Dunker, filho de Christian que tocou músicas do repertório do grupo, além de canções que fizeram parte da formação do pai.

“As ruas e rodas de conversa que tivemos no BrooklinFest deste ano foram um fragmento da polifonia de culturas e vozes que gostaríamos de ver em toda cidade e na cidade de todos”, destaca o professor Christian Dunker.

No Espaço criança, pais e filhos usufruíram de gincanas esportivas da Secretaria Municipal de Esporte e Lazer, números da Fanfarra da Escola Estadual Rangel Pestana da Cidade de Amparo e contação de histórias entre outras atividades. A Associação de Capoeira Corrente Libertadora fez performances de capoeira e de maculelê, as quais contaram com participação do público que cantou ao som do atabaque e dançou com bastões. Além disso, o Colégio Humboldt desenvolveu atividades pedagógicas com os pequenos com jogos alemães, como o de empilhar animais chamado Tier Auf Tier.

O BrooklinFest homenageou várias pessoas e cidades, como Mauá, a cidade de imigração alemã, Christian Dunker  Professor Titular Psicologia USP; Cidade de Lucélia SP (Colônia Paulista imigração alemã ); Cidade de Beja Portugal; Clube de Xadrez São Paulo; Itamar Assumpção; Eloy Camara Ventura – Instituto Histórico Geográfico de São Paulo; Marcos Vazniac , historiador de Lucélia; Família Latzke e Süske de Lucélia do Movimento Amo Lucélia. Teve ainda uma apresentação especial com o Maestro/violinista Nasser Morali de Aleppo Síria com o Coral Armênio Vahakn Minassian.

A jornalista, escritora e roteirista Goimar Dantas foi uma das homenageadas. “Fiquei feliz em receber esta homenagem justo quando o tema do evento é Mauerfall (Queda do Muro) porque este livro Rotas Literárias SP busca isso quebrar os muros da desinformação e da falta de conhecimento da própria cidade em que vivemos. Muitas pessoas passam ‘batido’ ao passar por lugares que foram palcos de importantes manifestações artísticas e culturais, como a Casa Mário de Andrade na Rua Lopes Chagas, na Barra Funda, Casa Museu Guilherme de Almeida em Perdizes e muitos destes lugares têm atividades gratuitas. A falta de informação faz com que a gente perca oportunidade de valorizar a cidade pelos aspectos históricos e literários”, expressa Goimar.

Símbolo da cultura chinesa é a dança do dragão chinês que enalteceu o multiculturalismo da festa. A ATS – Associação Taboão da Serra de Kung Fu Garra de Águia Lily Lau mostrou a performance com uma pessoa segurando uma haste com uma bola grande na parte superior, a qual conduz o dragão durante a dança. A bola é movida para a esquerda e para a direita, para frente e para trás, para cima e para baixo, e o dragão segue a bola. O corpo do animal feito de outras pessoas, move-se em ondas. Enquanto alguns apreciavam a dança do dragão chinês, outros estrategistas de plantão puderam jogar xadrez com o pessoal do Clube de Xadrez São Paulo.

Joelhos de porcos e cupins recheados foram saboreados pelas famílias nos restaurantes da SOBEI – Sociedade Beneficente Equilíbrio de Interlagos, cuja verba arrecada é destinada a obras sociais. Os visitantes puderam ainda degustar delícias como acarajé, baião de dois nordestino, tapioca, pipoca e doces cristalizados em várias barraquinhas espalhados pelas quatro ruas do evento.

O giro musical mais uma vez agradou a família, com os corais da Escola Movimento que homenageou Tom Jobim, Coral Sol Maior, Coral Ong Gotas de Flor com Amor, etc. Somado a isso, tiveram apresentações da Banda Caledônia Gaita de Fole, Orquestra de Violeiros de Mauá, Marcelo Del Rio e Os Empenhados, Irajá Meneses – História João Gilberto, Entre Latinos + Tambora, etc. 

O Curador Cultural Luiz Delfino e o Presidente da AEMB Pietro Iaconelli receberam agradecimentos no palco Multicultural feito pelo grupo Die Säger Buam e participaram da brincadeira do serrador junto com o público que suou a camisa para cortar a tora.

Algumas autoridades estiveram presentes, como o Prefeito João Doria, Secretária Municipal do Trabalho e Empreendedorismo Aline Cardoso, o Ministro de Estado da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações Gilberto Kassab, os Deputados Federais Antonio Goulart e Arnaldo Faria de Sá, os Vereadores Gilberto Natalini, Eduardo Tuma e Rodrigo Goulart, o Prefeito Regional de Santo Amaro Roberto Arantes, O Prefeito Regional de Capela do Socorro João Batista de  Santiago, a Secretária Municipal de Cultura de Mauá Claudia Crepaldi e a Secretária Adjunta da Cultura de Mauá Adriana Belic, ambas representaram o Prefeito Atila Jacomussi. “É sempre uma grande satisfação contar com a presença de pessoas ilustres que apoiam e valorizam o nosso festival”, comentou Ademar Távora, Vice-Presidente da AEMB.