Mutirão no centro de São Paulo emitirá documento de identificação para a população em situação de rua

O Governador João Doria anunciou na coletiva desta quarta-feira (6) o início de um mutirão para emissão de documento de identificação para a população em situação de rua. A ação será realizada no centro da capital pela Polícia Civil, por meio do Instituto de Identificação Ricardo Gumbleton Daunt (IIRGD).  “A carteira de identidade será emitida para essas pessoas que não possuem o documento ou que eventualmente tenham perdido, para que elas possam acessar, de acordo com as normas, o auxílio emergencial federal”, afirmou Doria.

Os atendimentos serão realizados na sede do Serviço Franciscano de Solidariedade (Sefras), na Rua Riachuelo, no Largo São Francisco, somente mediante agendamento prévio realizado pelo IIRGD, com apoio da Defensoria Pública. Os interessados poderão marcar dia e horário pelo telefone (11) 3311-3202. A medida visa evitar aglomerações, conforme as recomendações das autoridades de saúde no combate ao novo coronavírus. Neste primeiro momento, a estimativa de atendimento é de 40 pessoas por dia (20 atendimentos no período da manhã e outros 20 durante a tarde), de segunda a sexta-feira.

Para garantir a segurança dos profissionais e da população atendida, os policiais civis utilizarão os equipamentos de proteção individual (EPI) necessários e os locais serão higienizados a cada atendimento realizado.

Sobre o IIRGD

Subordinado ao Departamento de Inteligência da Polícia Civil do Estado de São Paulo (Dipol), o IIRGD desenvolve um trabalho que vai além da emissão do Registro Geral (RG). O Instituto é responsável pela guarda de todas as fichas de identificação do cidadão.