Nem Direita, Nem Esquerda E Nem Centrão, A Nação Clama Por Solução

O Brasil só precisa de servidores públicos, submetido ao concurso via votos, que trabalhem pelo crescimento expressivo da nação brasileira. Seja ele eleito para a esfera municipal, executivo ou legislativo, seja para o executivo ou legislativo estadual ou federal, incluindo os seus entes subordinados. Para o povo brasileiro pouco importa se o servidor público é da direita, esquerda, do centrão, em cima do muro e etc. O que toda a nação brasileira clama é por solução para o país e que inclua todos e todas as classes em projetos de políticas públicas sociais, rural, urbano, saúde, educação, habitação, segurança, transporte, infraestrutura, apoio ao pequeno e médio empresário, abrir as portas para o crescimento e expansão do agronegócio, incentivar novos fomentos e investimentos em todo segmento comercial, industrial, produtivo, intelectual e afim. Essa narrativa propagada nas redes sociais via internet dizendo que o “Zé é da esquerda” que o “Mané é da direita” e que o “João é do Centrão” é tudo conversa pra boi dormir, papagaiada dita por pessoas que fugiram da escola. Quando eleitos todos tem a mesma obrigação e dever: administrar o recurso vindo dos impostos e devolvê-los ao povo em forma de investimento legal que satisfaça a todos sem parcialidade.

   Todo o servidor público concursado pelo voto tem o dever e obrigação de seguir a risca a lei da constituição e caso o contrário arcar com seu ato arbitrário podendo assim perder o seu mandato, ou mesmo condenado e preso, multado e entre outras penalidades. Para fazer valer tudo isso o brasileiro conta com a justiça como um todo. É bom lembrar que a justiça não é da esquerda, nem da direita e não fica em cima do muro. A justiça é para todos que a provocarem e age com imparcialidade nas suas investigações e condenações. No entanto, alguns políticos e principalmente políticos do mau, alguns líderes religiosos e principalmente líderes evangélicos mercenários, e até pessoas comuns que fugiram da escola utilizam as redes sociais para propagarem mentiras sobre os sistemas: capitalista ou socialista, ditadura ou democracia, direita ou esquerda, ditadura militar, ditadura comunista, ditadura civil e entre outros e assim induzindo ao erro os leigos e ingênuos. Se as remadas continuarem nesta mesma conjuntura, o barco vai afundar e antes que o pior aconteça precisamos cortar o mau pela raiz.

   Nós brasileiros precisamos acordar! Estamos todos num sono profundo… Se assim continuarmos o Brasil vai ao fundo do poço. Todos nós, da classe “A” à classe “E” precisamos  agir em nome da democracia, dos direitos e respeito às mulheres, às crianças, aos índios, aos negros: pobre ou rico, à liberdade de expressão, a liberdade e independência dos jornalistas e da imprensa, proteção e respeito aos animais e ao meio ambiente como um todo e entre tantas outras política que precisam ser resgatadas, criadas e outras aprimoradas para o bem da nação brasileira e da nossa soberania. Por exemplo, fomentar, investir e dar liberdade para a expansão: do agronegócio, pequeno e médio agricultor, indústrias em geral, turismo, aviação, transporte terrestre, logística e varejista, abrir as fronteiras dos continentes e possibilitar novos negócios com vários países do mundo. Vamos pensar no Brasil como um todo e para todos. Chega de novas taxas e impostos. Parceria sempre.