Para abrigar 1.290 famílias na Chácara do Conde Prefeito vistoria obras de conjunto habitacional no Grajaú

É uma das regiões mais carentes de habitação da Capital. É a Chácara do Conde, parte da área de mananciais, no distrito de Grajaú, ocupada por moradias irregulares há cerca de 20 anos. Foi ali que esteve o prefeito Bruno Covas nesta quinta-feira, 18 de outubro, para vistoriar o início de obras do Conjunto Habitacional Chácara do Conde. Está em curso um projeto para abrigar 1.290 famílias.

O local passa por uma série de melhorias de infra-estrutura. O objetivo é urbanizar favelas e preservar os mananciais das represas Billings e Guarapiranga, principais fontes de abastecimento de água na capital.

O Conjunto Habitacional Chácara do Conde contará com 1.290 unidades habitacionais distribuídas em dez quadras, em área de intervenção de 218 mil m². O projeto foi dividido em duas fases.

Na primeira fase serão construídas 562 unidades habitacionais em convênio com a CDHU, distribuídas em dez tipologias distintas, com prédios de 4 e 5 pavimentos e área interna variando de 41,93m² a 48,67m². Para a segunda fase, está prevista a construção de mais 728 apartamentos.

Os apartamentos terão dois dormitórios, sala de estar, banheiro, cozinha e área de serviço – alguns deles serão adaptados para pessoas com necessidades especiais. O maior diferencial desse conjunto é a tipologia dos apartamentos. As unidades maiores, com três dormitórios, serão destinadas a famílias numerosas, com muitas crianças ou necessidades adicionais, que recebem auxílio aluguel e foram removidas de áreas de risco ou de frentes de obras públicas.

Além de unidades habitacionais, o conjunto também contará com depósitos, brinquedotecas, salas de estudos, bicicletários, salas de medidores e áreas de lazer cobertas.

Para a execução das 562 unidades que irão compor o Conjunto Habitacional Chácara do Conde, já foram realizadas obras de infraestrutura bem como a conclusão de terraplenagem e acessos ao conjunto. O terreno em que as obras estão sendo realizadas fica próximo ao Reservatório Billings, na bacia do Ribeirão Cocaia.

Na visita às obras, estiveram presentes também o secretário de Habitação Fernando Chucre, o secretário adjunto do Verde e Meio Ambiente, Luiz Ricardo Viegas de Carvalho, o presidente da COHAB – Alex Peixe, e o chefe de Gabinete da Subprefeitura de Capela do Socorro, Abner Inácio da Silva.