São Paulo terá megaferiadão para ampliar isolamento social

O prefeito Bruno Covas (PSDB) informou que ainda vai assinar o decreto com os detalhes da medida, mas já confirmou nesta noite em sua conta no Instagram que a capital paulista terá feriados nesta quarta e quinta-feiras, dias 20 e 21, e ponto facultativo na sexta-feira, dia 22. “Teremos pelo menos cinco dias para que o índice de isolamento social esteja próximo ou ainda maior do que os 56% do último domingo”, escreveu Covas. “É um esforço muito importante para que nossos hospitais possam ganhar um pouco de fôlego e atender a todos que precisarem de tratamento”, completou.

Com a aprovação da Câmara foram antecipados os feriados de Corpus Christi, celebrado em 11 de junho, e da Consciência Negra, em 20 de novembro. Agora, os deputados estaduais votarão projeto semelhante que prevê a antecipação do feriado de 9 de julho, quando é comemorado o dia Dia da Revolução Constitucionalista, para a próxima segunda-feira, dia 25.

O governador João Doria (PDSB) informou que será feita uma recomendação para que outras prefeituras da Grande São Paulo antecipem seus feriados municipais para os dias 26 e 27 de maio

Depois do fracasso das duas últimas medidas emergências tentadas em São Paulo – o bloqueio do trânsito em algumas vias e o rodízio de veículos mais rigoroso – a antecipação dos feriados deve ser a última alternativa antes do chamado “lockdown”, confinamento imposto no qual as pessoas só podem sair na rua em caso de emergência.