Sintomas que indicam a necessidade de manutenção dos freios

O sistema contém 15 componentes, entre os principais estão: lona, tambor, cilindro de roda, cilindro mestre, servo freio, pinça, disco, pastilha e fluído de freio. “Um detalhe simples e que qualquer pessoa pode se atentar é na observação do painel eletrônico do veículo. O sistema de freios possui uma luz de anomalia, se ela estiver acesa, normalmente na cor vermelha, é porque há algum problema”.

Além do sinal luminoso, detalhes como a vibração no volante ou ruídos no pedal, podem ser outros indícios de que o sistema possui algum problema.  Um dos itens que muitas vezes não é avaliado, mas que tem uma importância fundamental é o fluído de freio. Ele deve ser avaliado sempre a cada seis meses.

Muitas vezes o consumidor deixa para fazer uma revisão no sistema quando sente que, ao pisar no freio, uma aspereza acima do normal está presente no momento. “A pastilha de freio já indica antecipadamente que está desgastando. Ela possui uma marca que indica esse limite de desgaste. Quando ela chega em níveis alarmantes, que é praticamente ferro com ferro, o freio não funcionará direito, gerando riscos para o condutor em frenagens de emergência”, afirma. Não existe um prazo definido para substituição dos componentes do sistema de freios, o nível de desgaste de uma peça está relacionado à forma de uso do veículo, trajeto de circulação, peso e manutenção preventiva.  É sempre recomendado a revisão periódica do sistema completo para evitar problemas e reduzir os custos de manutenção.