SP libera R$ 400 milhões para 210 cidades turísticas

Secretaria de Turismo e Viagens e Sebrae-SP vão capacitar empresários e agentes públicos para obtenção de crédito; também foram apresentadas duas regiões do programa Rotas Gastronômicas SP
O Governador João Doria anunciou nesta quinta-feira (16), no Palácio dos Bandeirantes, a liberação de R$ 400 milhões para obras e melhorias de infraestrutura de 210 cidades turísticas do estado de São Paulo – 70 estâncias e 140 Municípios de Interesse Turístico (MITs).

“Estamos retomando a atividade turística em São Paulo, porque aqui temos vacina. A capital de São Paulo é a capital mundial da vacina. Por isso, podemos retomar as atividades turísticas aqui, com cuidado, com zelo, usando as nossas máscaras, fazendo o distanciamento sempre que possível e respeitando os protocolos sanitários”, afirmou Doria.

Os recursos são provenientes do Departamento de Apoio ao Desenvolvimento dos Municípios Turísticos (Dadetur), vinculado à Secretaria de Turismo e Viagens. Além dos R$ 400 milhões, divididos em 350 convênios, em 2021 foram saldados os restos a pagar de gestões anteriores, que chegaram a R$ 100 milhões.
Além de deixar as cidades turísticas mais bem preparadas, as obras ajudam na manutenção de empregos em outros setores, como construção civil, transportes e comércio em geral. Desde 2019, já foram liberados R$ 527 milhões para as cidades turísticas.

Retomadas dos negócios

Na ocasião, a Secretaria de Turismo e Viagens e o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenos Empresas de São Paulo (Sebrae-SP) assinaram um termo de parceria para capacitar empresários e agentes públicos para obtenção de crédito para a retomada dos negócios. O programa é dividido em atividades presenciais, híbridas e online, com consultorias individualizadas, que cobrirão as 49 regiões turísticas do estado.

“Empresários e mesmo as prefeituras têm dificuldade para entender e acessar linhas de crédito. A parceria com o Sebrae foi estruturada para deixar todos mais bem preparados para a retomada dos negócios”, destacou o Secretário de Turismo e Viagens, Vinicius Lummertz.

Os atendimentos terão início na segunda quinzena de janeiro. Serão três eixos: mobilizar e sensibilizar os empresários do setor sobre o programa e a disponibilidade de linhas disponíveis no mercado; capacitações, consultorias individuais e oficinas para elaboração de projetos; e orientação com foco no acesso ao mercado, oferecendo ferramentas para a formatação de produtos turísticos competitivos.

Rotas Gastronômicas

O Governo de São Paulo também apresentou nesta quinta duas regiões do programa Rotas Gastronômicas SP: Vale do Ribeira e Vale do Paraíba ﹠ Mantiqueira. A iniciativa vai mapear sete regiões do estado para divulgação e fortalecimento da cadeia culinária local.

Em cada rota são mapeados empreendedores com base em representatividade local, autenticidade, qualidade do produto e facilidade de acesso dos turistas à produção rural. Mais informações estão no link https://www.sppratodos.com.br/rotasgastronomicas.