UBS oferece atendimento bucal aos moradores em situação de rua de Santo Amaro

Por meio de uma articulação da rede de saúde local, os moradores em situação de rua e em alta vulnerabilidade social da região de Santo Amaro, que são acompanhados pela equipe de Consultório na Rua do Jardim Aeroporto, estão sendo atendidos desde o último dia 13 de dezembro por uma equipe de saúde bucal da Unidade Básica de Saúde (UBS) Santo Amaro – Dr. Sérgio Villaça Braga.

Como a equipe de Consultório na Rua da zona Sul é ainda muito recente – foi constituída há apenas três meses –, ela ainda não contava com uma retaguarda de saúde bucal como já acontece em outras regiões da cidade, por meio de uma unidade móvel. Foi então que surgiu a parceria com a UBS Santo Amaro.

A partir de então, todas as quartas-feiras, o cirurgião-dentista Dr. Carlos Alberto Gonçalves Ribeiro, e sua assistente de saúde, Neudete das Graças Leite Silva estão recebendo, acolhendo e examinando esses pacientes.

Desde julho trabalhando na UBS, o doutor Carlos Alberto, que tem 31 anos de profissão, faz questão de lembrar que esse atendimento faz parte da rotina da unidade e se constituiu como um direito, uma vez que o SUS é universal, ou seja, para todos. “Essas pessoas tem uma realidade de vida tão difícil, eles merecem uma atenção. Acho importante esse atendimento que estamos ofertando. Eles são brasileiros como nós, temos que trabalhar esse preconceito, pois é um direito que eles têm como qualquer cidadão”.

Tratamento integral e humanizado

De acordo com o auxiliar de enfermagem Felipe Henrique de Araújo, que atua no Consultório na Rua e acompanha o grupo de moradores nessas consultas, quando a equipe de saúde bucal identifica a necessidade de alguma intervenção odontológica, o tratamento ambulatorial começa imediatamente. Além disso, se o paciente precisar de um medicamento para ajudar no tratamento, ele já sai da UBS com o remédio em mãos. Foi o que acompanhamos no último dia 20 de dezembro.

Ana Paula Saraiva, de 28 anos, que é manicure e há três meses voltou a morar nas ruas de Santo Amaro com o marido e a filha, foi uma das pacientes atendidas neste dia. Após exames e consulta com a equipe da UBS, descobriu que vai precisar de um tratamento dentário. Na conversa, Ana contou que ficou dois anos sem conseguir passar com um cirurgião-dentista, pois não tinha dinheiro para pagar as consultas e não sabia que o SUS oferecia esse atendimento. “De todos os problemas de saúde que uma pessoa em situação de rua pode ter, o pior é a dor de dente. Muitas vezes a gente não tem dinheiro para comprar escova e pasta de dente e acaba comendo só bobagem, que é a comida mais fácil e barata de conseguir, e não faz a higiene correta, o que causa cáries e outros problemas bucais; e como não temos como cuidar, muitos perdem o dente ou sofrem com fortes dores”, atesta ela.

Após dar início ao tratamento dentário, Ana saiu da sala de odontologia com um kit de higiene bucal nas mãos. A jovem contou ter ficado satisfeita com o atendimento que recebeu e prometeu comparecer às próximas consultas.

O que são os Consultórios na Rua?

Os Consultórios na Rua são formados por equipes multidisciplinares que prestam serviços de atenção integral à saúde da população em situação de rua indo diariamente em busca de quem precisa de atendimento, oferecendo promoção, prevenção, tratamento, recuperação e manutenção da saúde.

Atualmente, há 18 equipes dos Consultórios na Rua atuando na cidade de São Paulo. Cada equipe tem seu território de abrangência e seus profissionais vão diariamente às ruas fazer abordagens, em locais como praças, viadutos, ruas ou outro tipo de equipamento público, com a proposta inicial de ofertar o cuidado de saúde e sensibilizar que enquanto cidadão aquele indivíduo tem o direito de acessar o serviço de saúde.

A equipe está sempre vinculada a uma UBS onde são realizados procedimentos, consultas e encaminhamentos que são feitos de acordo com as necessidades de cada indivíduo.

Zona Sul ganha Consultório na Rua

Implantado neste ano, o primeiro Consultório na Rua da região Sulé vinculado à UBS Jardim Aeroporto – Dr. Massaki Udihara, sendo gerenciado pelo Centro Social Nossa Senhora do Bom Parto (Bompar), instituição parceira do SUS. A equipe é constituída por 16 trabalhadores, sendo um médico, três profissionais de nível superior (psicólogo, enfermeiro e assistente social), quatro profissionais de nível médio (dois agentes sociais e dois auxiliares de enfermagem) e seis agentes de saúde, além de um profissional administrativo e do motorista da Kombi que apoia as ações na rua e faz o transporte dos trabalhadores e dos moradores, quando necessário.

O auxiliar de enfermagem Felipe Henrique de Araújo conta que desde sua implantação, a equipe que atende seis microáreas no Jardim Aeroporto já realizou o mapeamento de cenas de uso, tomou conhecimento de território, estabeleceu e fortaleceu vínculo com os moradores em situação de rua desta região e, desde então, vem fazendo abordagens individuais e coletivas para elaborar um Projeto Terapêutico Singular para cada morador, sempre com foco na redução de danos.

Em relação ao serviço de saúde bucal, além do atendimento ambulatorial na UBS, vale reforçar que o Pronto Socorro Santo Amaro é referência para os atendimentos de urgência/emergência na região.

Em tempo, vale lembrar que o Programa de Metas da Cidade de São Paulo 2017 prevê a ampliação do Programa Consultório na Rua para outras regiões da cidade.