CPI Do Século Pode Ter Desfecho Com Processos Em Tribunais Internacionais E Indenizações Milionárias

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investiga ação e omissão do Governo Federal na pandemia, CPI da Covid-19, foi instalada no Senado Federal, no dia 27 de abril. O proponente desta CPI foi o senador Randolph Frederich Rodrigues Alves do partido Rede – AP e contou com dezenas de assinaturas de colegas do senado. No último dia 14 de abril, foi confirmada pelo plenário do Supremo Tribunal Federal (STF), a decisão do ministro Luiz Roberto Barroso que determinou a instalação da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid-19. A frente dessa comissão está: Omar Aziz, senador do PSD-AM, como presidente; Randolfe Rodrigues, senador do partido Rede-AP, como vice-presidente e o relator é o senador Renan Calheiros do MDB-AL.

   Já é conhecida como a CPI do século. Segundo o senador Randolfe Rodrigues, a CPI da Covid-19, vai ficar na história do Brasil, pois vai investigar ações e omissões do Governo Federal, de governadores e prefeitos que não cumpriram com as determinações dos cientistas e da OMS (Organização Mundial de Saúde) e agiram como negacionista e se tornaram genocidas por incentivar milhões de pessoas a não se protegerem, dizendo que era uma simples gripe, um resfriado e que tudo terminaria logo e acabaram levando o país ao epicentro de casos e mortos no mundo, milhares de pessoas mortas por dia. Todos aqueles que incentivaram o não uso de mascara, incentivaram as aglomerações, em cultos evangélicos com aberturas de templos, missas, baladas, festas sociais e outros, bem como negar a compra de vacina, não dar apoio aos prefeitos e governadores no combate a pandemia, campanhas nas redes sociais divulgando e receitando uso de remédios não eficaz para a Covid, serão investigados e terá seus sigilos bancários quebrados, sigilos telefônicos, sigilo fiscal e telemático (rede social), afirmou, por diversas vezes em entrevistas na mídia, o senador Randolfe Rodrigues.

   Quem perdeu um ente querido para a Covid-19 já estão entrando com processo, individual e até coletivo, contra o Governo Federal e pedindo indenizações milionárias, por entender que as ações e omissões do atual presidente da república no combate a pandemia foram negacionista e assim resultou em milhares de vidas ceifadas pelo vírus. E para o caso, aplica a Lei 13.979/2020. Os processos nos Tribunais nacionais e no Tribunal Penal Internacional poderão ocorrer no desfecho da CPI da Covid-19 de acordo com os fatos comprovados no curso das investigações, segundo o senador Randolfe Rodrigues.